Secretário de Educação de SP tenta minimizar críticas de professora ao dizer que ela é “filiada a um partido político”

O secretário Bruno Caetano disse que vê as postagens da professora nas redes sociais

Durante audiência pública virtual realizada nesta terça-feira na Câmara de Vereadores de São Paulo, o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano, tentou minimizar as críticas da professora Camila Santos, da educação infantil, ao dizer que ela é filiada a um partido político. A discussão girava em torno do Projeto de Lei 452/2020, que estabelece medidas para o retorno às aulas presenciais na cidade.

“Quero cumprimentar a professora Camila e aqui dizer, sem desrespeitá-la, mas é importante que as pessoas saibam, ela é filiada a um partido político. Coloca isso em suas redes sociais de maneira muito clara, é professora da educação infantil, mas a gente entende que aqui nessa casa questões políticas são pertinentes, mas é preciso deixar claro para as pessoas. Em nenhum momento, estou fazendo defesa de partido. Sou um gestor público”, disse o gestor logo no início de sua fala.

A declaração gerou imediata reação. “Não podemo aceitar a desqualificação dos participantes não”, disse uma das presentes. “As pessoas tem direito de participar do partido que quiserem”, respondeu outra. “Você está sendo desrespeitoso, secretário”, acrescentou mais uma das participantes.

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), vereador João Jorge (PSDB), criticou as reações. “Impossível dialogar com esse povo”, disse.

A defesa do correligionário gerou ainda mais rechaço. “Dialogar? Vocês não deixam a população falar. Diálogo é quando as pessoas são ouvidas”, responderam outros debatedores.

Camila Santos foi uma das participantes da audiência a se colocar contra o PL.

Assista, a partir do minuto 1h41:

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR