Secretário diz que mulheres são vacinadas de manhã em Teresina para ‘fazer comida cedo’

Na capital do Piauí, mulheres vacinam das 9h às 13h e homens das 13h às 17h. Comentário machista foi alvo de crítica nas redes

O médico Gilberto Albuquerque, que assumiu a Fundação Municipal de Saúde de Teresina em janeiro deste ano, fez uma declaração machista para justificar a divisão de horários da vacinação contra Covid-19 na capital do Piauí. Em entrevista à filial da TV Globo no estado, o profissional disse que mulheres vacinam no período da manhã para depois voltarem para casa e “fazer comida cedo”.

No sábado (12), a população de 54 e 55 anos começou a ser vacinada na cidade em 13 pontos de drive-thru. A vacinação seguiu a logística de divisão por idade e gênero, com mulheres sendo imunizadas no período da manhã (9h às 13h) e os homens no turno da tarde (13h às 17h).

Questionado sobre os diferentes horários de vacinação para homens e mulheres, Albuquerque disse que “é para as mulheres voltarem logo para fazer a comida cedo”.

O trecho da entrevista com a fala machista do secretário foi compartilhado pelo jornalista Rafael Campos, do Metrópoles, nas redes sociais. “A vacinação em Teresina é definida pela idade e pelo machismo”, comentou.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR