#Fórumcast, o podcast da Fórum
02 de janeiro de 2019, 15h33

Selva: Haddad provoca Bolsonaro por reduzir aumento de salario mínimo

Decreto assinado por Bolsonaro e publicado nesta terça-feira (1º) em edição extra do "Diário Oficial da União" fixou o salário mínimo em R$ 998, abaixo do valor aprovado pelo governo anterior.

Montagem

Pelo Twitter nesta quarta-feira (2), o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), provocou Jair Bolsonaro (PSL) por vetar o aumento do salário mínimo para R$ 1.006 aprovado pelo governo anterior.

“Povo começou a se libertar do socialismo: salário mínimo previsto de R$ 1006,00 foi fixado em R$ 998,00. Sem coitadismo. Selva!”, tuitou Haddad.

Decreto assinado por Bolsonaro e publicado nesta terça-feira (1º) em edição extra do “Diário Oficial da União” fixou o salário mínimo em R$ 998. O valor atual é de R$ 954.

A presidenta do PT, Gleisi Hoffmann (PT/PR) também teceu críticas pelo Twitter.

“Começou: primeiro ato de Bolsonaro na presidência é assinar decreto com novo salário mínimo abaixo do que foi aprovado pelo Congresso. Era pra ser R$ 1.006,00. Isso faz muita diferença pra quem ganha pouco!”, tuitou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum