Fórumcast #20
19 de junho de 2019, 14h36

Senador Cid Gomes propõe CPI para investigar “conluio” de Moro com promotores

Comissão serviria para investigar se houve cooperação com promotores para orientar passo-a-passo da Lava Jato conforme indicam mensagens vazadas

Foto: YouTube

O senador Cid Gomes (PDT-CE) propôs na tarde desta quarta-feira (19), durante sabatina do ministro da Justiça, Sérgio Moro, na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar as revelações feitas pela Vaza Jato de cooperação do então ex-juiz da Lava Jato com os promotores da força-tarefa da operação.

“Proponho que investigue se houve conluio entre o poder judiciário, o integrante da magistratura, e o Ministério Público, o que certamente compromete qualquer processo, o funcionamento da democracia”, disse Gomes durante seu período de fala e questionamento ao ministro da Justiça.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A CPI também serviria, segundo ele, para investigar violações do sigilo de telecomunicações de autoridades, visando garantir a segurança e privacidade das comunicações dos cidadãos.

Irmão do ex-governador do Ceará Ciro Gomes, Cid defendeu ainda alterações nas regras de ordenamento processual, para que seja impedido o juiz instrutor de um processo de julgar este mesmo processo. “Se isso já existisse, evitaria toda a polêmica que estamos vivendo aqui hoje”, afirmou.

Veja também:  Em diálogo, Dallagnol sinaliza que sabia do acordo de Bolsonaro para indicar Moro ao STF

Cid Gomes abriu sua fala declarando ser contra a relativização de qualquer esquema de corrupção, mas que aqueles que atribuem a ela todos os males do país “tem por objetivo esconder o grande problema do país que é a abissal concentração de renda e a desumana desigualdade social”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum