sábado, 24 out 2020
Publicidade

Sérgio Camargo exclui Benedita de lista da Fundação Palmares a dois meses das eleições

A deputada, que é candidata à Prefeitura do Rio, enxerga interferência do governo Bolsonaro na disputa eleitoral da capital carioca

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, anunciou em suas redes sociais nesta quarta-feira (30) afirmando que o nome da deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) foi excluído da lista de Personalidades Negras da fundação. A parlamentar é candidata à prefeita do Rio de Janeiro.

“O nome da deputada Benedita da Silva (PT) foi excluído da lista de Personalidades Negras da Fundação Palmares. Benedita responde pelo crime de improbidade administrativa e seus bens foram bloqueados pela Justiça. O preto, o pobre e o favelado são as maiores vítimas da corrupção”, publicou Camargo.

A publicação, feita em período eleitoral, chamou atenção e gerou críticas da campanha da candidata, que denunciou em nota enviada ao O Globo uma “interferência indevida do Poder Executivo Federal no processo eleitoral do Rio de Janeiro”.

Em pesquisas recentes Benedita aparece como uma potencial ameaças à participação do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), aliado do presidente Jair Bolsoanro, no segundo turno contra Eduardo Paes (DEM). Martha Rocha (PDT) também está na disputa pela mesma vaga.

Sumiço de página

Essa não é a primeira vez que Camargo anuncia a exclusão do nome da deputada de lista do site da fundação. Em junho, ele disse que mandou tirar Benedita e Marielle Franco do site, quem ele classifica como “ícones da esquerda vitimista”. Na época, a página “Personalidades Negras”, que trazia biografias cerca de 100 figuras do movimento negro do Brasil e do mundo, deixou de aparecer no site da Palmares.

A seção voltou, mas agora está sem o nome de Benedita. O senador Paulo Paim (PT-RS) aparece na lista, o que faz crer que a exclusão foi direcionada.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.