segunda-feira, 28 set 2020
Publicidade

Skaf enfrenta racha na Fiesp e convoca empresários para almoço com Bolsonaro

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, convidou dirigentes de sindicatos e empresários ligados à entidade para um almoço, no próximo dia 3, com o presidente Jair Bolsonaro. Evento será na própria sede da federação e vem como tentativa de amenizar críticas de alguns empresários contra Skaf, que o acusam de “conluio” com o presidente.

As críticas contra Skaf vieram do ex-presidente da Fiesp, Horácio Lafer Piva, em conjunto com Pedro Passos, ex-presidente do Iedi (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial) e conselheiro da Natura Cosméticos, e Pedro Wongtschowski, atual presidente do Iedi e conselheiro da Ultrapar.

O grupo assinou um duro artigo na edição da Folha de S.Paulo nesta semana acusando Skaf de promover, junto com Bolsonaro, a “morte anunciada” da indústria. Como resposta, o presidente da federação reafirmou, também em artigo da Folha, ser a favor do governo do ex-capitão e negou acusações de práticas fascistas.

“Os leitores desta Folha, por exemplo, depararam-se nas últimas semanas com quatro textos sobre a Fiesp que causam estranheza, e por que não dizer, indignação em quem conhece e vive nosso dia a dia. Um deles, o mais obtuso, perguntava se a Fiesp é ‘fascista’. Chega a ser ridículo demais para comentar”, escreveu.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.