Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de Maio de 2019, 10h23

Sob gestão Bolsonaro e Guedes, PIB recua 0,2%; indústria e agropecuária puxam queda

IBGE mostra que economia sai da estagnação e começa a dar marcha à ré. Crise e falta de confiança nas políticas de Bolsonaro e Guedes derrubam investimentos

Paulo Guedes e Bolsonaro. (Reprodução)

Sob a presidência de Jair Bolsonaro e o comando do ministro Paulo Guedes a economia brasileira saiu da estagnação e começa a dar marcha à ré.

O IBGE informou nesta quinta-feira (30) que o PIB contraiu 0,2% de janeiro a março, ante o 4º trimestre de 2018, confirmando o fracasso das políticas econômicas do novo governo, que está focado sobretudo em uma proposta liberalizante de reforma da Previdência.

É o primeiro resultado no vermelho após dois anos (oito trimestres) seguidos de lenta recuperação da atividade, com quadro quase de estagnação.

A queda foi puxada por dois setores que são o foco de Bolsonaro: Indústria e Agropecuária. A indústria encolheu 0,7% e a agropecuária retraiu 0,5%, com a quebra de safra da soja, a mais importante lavoura do país, no Paraná, Bahia e Mato Grosso do Sul. Em relação ao início de 2018, a indústria e a agropecuária também encolheram 1,1% e 0,1%, respectivamente.

Nenhum dos indicadores da demanda também demonstrou dinamismo que pudesse apontar uma saída para o marasmo. Em relação ao 4º trimestre, o consumo das famílias subiu 0,3% e os gastos do governo, 0,4%

A crise econômica na Argentina de Maurício Macri, aliado de Bolsonaro, também contribuiu para a retração da economia. As exportações recuaram 1,9% no primeiro trimestre, em relação ao fim do ano passado. Já as importações, subiram 0,5%.

Crise política e de confiança
A pior informação trazida pelo IBGE, porém, aparece no investimento, cujos números deixam claro que a desconfiança em relação à política do governo está cada vez mais latente. A queda foi de 1,7% em relação ao fim do ano ano passado.

A eleição de Bolsonaro havia recobrado os ânimos de empresários e consumidores, mas os índices voltaram a recuar em março e abril, com a piora da crise política. Sem confiança, não há investimento.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum