Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de fevereiro de 2019, 20h34

STF derruba disque-denúncia de deputada que censurava professores

Ana Caroline Campagnolo (PSL) é defensora do projeto “Escola sem Partido” e justificou a criação do canal de censura para combater o que chama de “doutrinação” em sala de aula

Foto: Reprodução/Facebook Ana Caroline Campagnolo

Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou nesta sexta-feira (8) uma decisão da desembargadora Maria Santa Rita, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), de acordo com informações de Dagmara Spautz, do NSC Total.

Ela autorizava a deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL-SC) a manter um canal de denúncias contra professores, com o claro intuito de censurar os docentes.

A deputada, que pertence ao partido de Jair Bolsonaro, lançou o canal depois do segundo turno da eleição presidencial, em 2018. Na oportunidade, ela pediu para alunos gravarem e denunciarem professores que se manifestassem contrários a Bolsonaro.

“Doutrinação”

A parlamentar é defensora do projeto “Escola sem Partido” e justificou a criação do canal de censura para combater o que chama de “doutrinação” em sala de aula.

A iniciativa de Ana Caroline Campagnolo provocou inúmeras reações de várias entidades de classe, que consideraram a postura uma afronta à liberdade de cátedra.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum