Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de março de 2018, 15h04

STF julgará habeas corpus de Lula nesta quinta-feira

Depois da pressão, Cármen Lúcia resolveu colocar a questão para julgamento do plenário. Objetivo da defesa de Lula é evitar sua prisão antes que sejam esgotados os recursos em todas as instâncias da Justiça

Foto: Ricardo Stuckert

A presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, anunciou na abertura da sessão desta quarta-feira (21) que colocará o pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente Lula para julgamento do plenário nesta quinta-feira (22).

A decisão de julgar o habeas corpus de Lula vem depois de muita pressão de juristas, advogados e entidades para que o STF reavalie seu entendimento sobre a prisão após condenação em segunda instância. De acordo com Cármen Lúcia, a questão será pautada motivada pela “urgência”.

Ontem, conforme noticiado pela Fórum, o ministro Marco Aurélio sinalizou que solicitaria hoje uma questão de ordem para que a Corte julgue a jurisprudência da prisão após segunda instância mas, com o anúncio de Cármen Lúcia sobre o julgamento do HC, desistiu da iniciativa. O julgamento do HC de Lula, por sua vez, vale só para esse caso em específico e não alterará o entendimento do STF sobre a prisão em segunda instância.

Com o habeas corpus, a defesa de Lula pretende impedir que o petista seja preso antes que se esgotem os recursos em todas as esferas da Justiça, isto é, o trânsito em julgado. Alguns juristas, inclusive, argumentam que a antecipação da pena antes do término do trânsito em julgado é inconstitucional.

Lula foi condenado em janeiro a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4). Na próxima segunda-feira (26), o tribunal julgará os embargos declaratórios apresentados pela defesa do ex-presidente.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum