quinta-feira, 24 set 2020
Publicidade

Sumido em meio à pandemia do Coronavírus, Moro faz propaganda de farmácia pelo Twitter

O ministro da Justiça, Sergio Moro, foi às redes sociais na noite desta quarta-feira (25) para elogiar a rede de drogarias Drogasil por manter os preços de produtos de emergência utilizados no combate ao coronavírus.

“Não cabe fazer propaganda de empresas, mas destaco o compromisso louvável da rede de drogarias em questão junto a SENACON/MJSP de que manterá os preços de itens de emergência. A hora é de união e solidariedade”, escreveu o ex-juiz.

A Drogasil enviou um ofício à Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, dizendo que repudia “veemente” o aumento de preços dos produtos durante a pandemia e diz que está disposta a fornecer informações ao Procon “que os órgãos solicitem em prazos adequados”.

Na semana passada, o ministro foi questionado por jornalistas sobre a postura de Jair Bolsonaro diante da crise causada pela pandemia do coronavírus. Moro então se irritou e ameaçou deixar a sala.

“As perguntas são sobre as medidas que nós estamos tomando ou vamos tomar ou é outro assunto?”, disse Moro. Diante da insistência dos jornalistas, o ex-juiz da Lava Jato, afirmou “vou encerrar a entrevista” e caminhou rumo à porta do próprio escritório, segundo narrativa na edição desta sexta-feira (20) do jornal.

Na entrevista, o ministro repetiu as medidas já anunciadas e afirmou ser contra a soltura de presos durante a pandemia.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.