Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de janeiro de 2018, 15h26

Taxa de desaprovação de Temer é de 92%, segundo pesquisa Ipsos

Levantamento divulgado pelo Estadão indica que emedebista é o político mais rejeitado do Brasil.

Levantamento divulgado pelo Estadão indica que emedebista é o político mais rejeitado do Brasil.

Da Redação*

Levantamento do Instituto Ipsos, da série Barômetro Político Estadão-Ipsos, divulgado pelo jornal, nesta terça-feira (30), aponta que Michel Temer é o político mais rejeitado do Brasil.

A taxa de desaprovação do emedebista caiu (era 97%), mas ainda está em 92%, a maior entre todos os nomes pesquisados. As quedas nas desaprovações, no entanto, não significam alta no índice de aprovação, e sim no aumento da taxa de desconhecimento em comparação com levantamentos anteriores.

Na contramão à tendência, o ex-presidente Lula manteve praticamente estáveis suas taxas de aprovação (44%) e desaprovação (54%), a menor taxa de desaprovação entre quase todos os presidenciáveis, maior apenas que a do ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa. A pesquisa foi feita antes do julgamento que confirmou a sentença contra Lula em segunda instância, no TRF4.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), tem taxa de desaprovação de 63%, a mesma que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O deputado Jair Bolsonaro registra 57%, enquanto Joaquim Barbosa, 37%. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tem 66%, enquanto Ciro Gomes, 61%.

Os entrevistados que responderam não saber ou não conhecer o suficiente para avaliar passaram de 14% em dezembro, quando foi divulgada a última pesquisa, para 27% em janeiro. Foram entrevistadas 1,2 mil pessoas entre os dias 2 e 11 de janeiro, em 72 municípios de todo o país.

*Com informações do Estadão e Brasil 247

Foto: AGPT/Fotos Públicas

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum