O que o brasileiro pensa?
11 de julho de 2020, 07h07

TCU proíbe Bolsonaro de anunciar em sites que promovam atividades ilegais

Governo investia dinheiro público em propagandas que irrigaram sites sobre jogo do bicho e canais no YouTube para crianças

Jair Bolsonaro - Foto: Marcos Corrêa/PR

O governo de Jair Bolsonaro foi proibido pelo ministro Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União (TCU), nesta sexta-feira (10), de anunciar em sites e canais que promovem atividades ilegais ou que não tenham tenha relação com o público-alvo da campanha.

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, parte da verba pública utilizada para difundir a propaganda da reforma da Previdência irrigou sites de jogo do bicho, em russo e infantis.

A antiga Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), agora incorporada ao Ministério das Comunicações, era a responsável por contratar agências de publicidade que compram espaços para veicular anúncios em páginas na Internet, canais do YouTube e aplicativos para celular.

Planilhas da Secom mostram que, dos 20 canais de YouTube que mais anunciaram sobre a reforma da Previdência, por exemplo, 14 são destinados ao público infantil, como o Turma da Mônica e o Planeta Gêmeas.

O TCU também determinou que o novo ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD-RN), apresente ao tribunal “evidências robustas que afastem a ocorrência dos indícios de irregularidade”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum