Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de abril de 2019, 19h42

“Tenho cara de tucano, mas meu coração é vermelho e está do lado certo do peito”, diz Haddad

Ao lado de outras lideranças políticas, ex-prefeito de São Paulo participou de ato na Caravana Lula Livre em Porto Alegre

Foto Ricardo Stuckert

Fernando Haddad (PT) e Manuela D’Ávila (PCdoB), candidatos a presidente e vice nas eleições de 2018, marcaram presença, nesta sexta-feira (5), na Caravana Lula Livre em Porto Alegre. Ao lado deles participaram inúmeros líderes políticos de oposição ao governo Bolsonaro e representantes de movimentos sociais.

Haddad discursou e defendeu a liberdade do ex-presidente Lula. Reafirmou que a sentença de Sérgio Moro, atual ministro da Justiça e Segurança Social, não apresenta provas. O ex-prefeito de São Paulo destacou, ainda, que o Brasil precisa de uma Justiça imparcial.

“Eu queria uma justiça sem partido, uma Justiça que não olhasse para a cor, para as ideias que o réu defende para julgar. Ninguém quer um Brasil de impunidade. Não dá para tirar alguém da corrida presidencial, que tá liderando todas as pesquisas, para construir uma narrativa para fazer uma prisão e impugnar uma candidatura”, ressaltou.

Haddad também rebateu as críticas que recebe por estar em um partido de esquerda e defender o ex-presidente. “Eu acho que tenho cara de tucano, mas meu coração é vermelho e está do lado certo do peito. Eu vou ficar do lado que eu acredito porque é o lado do Brasil”, afirmou.

Prova

Haddad voltou a falar de Moro, ironizando a estreia do atual ministro no Twitter. O ex-juiz postou uma foto na rede social segurando um calendário para, segundo ele “provar” que a conta era dele mesmo.

“Ele fez com Lula igual, entendeu que o negócio era prova e ninguém chegou para falar que não era prova. Ele tem dificuldade com prova. Nós não estamos falando de uma pessoa, mas de um princípio. Mostrou a prova? Mostrou conta na Suíça? O Lula é investigado há 40 anos”, disse.

Neste sábado (6), a Caravana Lula Livre segue para Florianópolis e no domingo (7) para Curitiba, onde será realizado um grande ato pela liberdade do ex-presidente Lula.

Assistam ao vídeo com os discursos:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum