TJ do Rio afasta Flordelis do cargo de deputada

A decisão terá que ser votada na Câmara dos Deputados, assim como ocorreu com a prisão de Daniel Silveira

A deputada federal Flordelis teve afastamento de suas funções na Câmara dos Deputados decretado nesta terça-feira (23) por decisão unânime da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. A parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do ex-esposo, pastor Anderson do Carmo.

Segundo o desembargador Celso Ferreira Filho, relator do caso, a parlamentar tem atuado para atrapalhar a “busca pela verdade”. Ele foi acompanhado pelos desembargadores Antônio José e Katia Jangutta.

“Há situações que me causaram perplexidade. São 50 anos que convivo nessa casa de conflitos e há muito tempo não vejo uma situação tão complexa, estranha e que causa tanta surpresa. Lidamos com homicídio, improbidade administrativa, vários desvios, mas nesse processo há uma gama de circunstâncias estranhas, sobre as quais não vou tecer comentários”, disse o relator em seu voto.

Segundo o advogado da família de Anderson, Ângelo Máximo, “fica claro o uso do cargo, o uso da maquina, da função pública para se esquivar da responsabilidade de ser mandante do crime”.

Assim como no caso de Daniel Silveira, o afastamento terá que ser votado no plenário da Câmara dos Deputados.

Com informações do G1 e do Extra

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR