Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de junho de 2019, 16h49

Trabalhadores de transportes decidem aderir à greve geral do dia 14 de junho

O protesto é contra a reforma da Previdência, pela retomada do crescimento e contra os cortes na educação

Foto: Reprodução

Durante reunião em São Paulo, entidades representativas de trabalhadores de transportes decidiram, nesta terça-feira (4), aderir à greve geral marcada para o dia 14 de junho. O protesto é contra a reforma da Previdência, pela retomada do crescimento e contra os cortes na educação.

O encontro contou com a participação de representantes dos sindicatos dos aeroviários, aeroportuários, portuários, motoristas e cobradores rodoviários, além de metroviários e ferroviários.

“A greve está sendo debatida em escolas, igrejas, bares e as pessoas falam da greve por conta do rumo que o país tomou com Bolsonaro. Há um absoluto desalento com o governo. Bolsonaro se apresentou como solução e não resolveu nada. As pessoas estão vivenciando uma enorme crise e questionando o governo que não tem proposta de política econômica”, declarou Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que abriu a reunião.

Adesão total

Paulo João Eustásia, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística da CUT (CNTTL), disse que havia a preocupação entre as entidades de que algum modal de transporte não aderisse à paralisação. No entanto, na reunião, a participação de todos no movimento se consolidou.

“Temos tudo para superar o dia 28 de abril de 2017 e dar uma resposta ao governo com relação aos ataques aos direitos, principalmente contra a reforma da Previdência”, destacou Eustásia, se referindo à maior greve geral do Brasil realizada no governo de Michel Temer.

Guilherme Boulos, um dos líderes da Frente Povo Sem Medo, divulgou o vídeo de uma das assembleias de trabalhadores de transportes que aderiram à greve


Com informações da CUT


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum