Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de outubro de 2018, 09h22

TRT-MG condena mineradora por tentar obrigar funcionários a votarem em Bolsonaro

Flapa Minerações e Incorporações, por intermédio de um comunicado afixado no mural da empresa, cobrou que os trabalhadores votassem no candidato militar

Foto: Reprodução/YouTube

O Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG) condenou a Flapa Minerações e Incorporações por tentar direcionar o voto de seus funcionários. A empresa, por intermédio de um comunicado afixado em seu mural, cobrou que os trabalhadores votassem em Jair Bolsonaro (PSL). O TRT puniu a empresa, obrigando-a a se retratar e terá que pagar multa diária de R$ 500 mil, no caso de descumprimento da decisão.

Na avaliação de Clarice dos Santos Castro, juíza da 30ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, a ação consiste em “abuso do poder diretivo e da posição hierárquica” e leva os funcionários a “temerem por seus empregos, fazendo com que sejam potenciais alvos de pressões psicológicas das mais variadas espécies”.

A punição, segundo ela, tem o objetivo de demonstrar a “impossibilidade e ilegalidade de se realizar campanha pró ou contra determinado candidato, coagindo, intimidando, admoestando ou influenciando o voto de seus empregados, com abuso de poder diretivo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum