Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de julho de 2018, 07h18

TSE começa a descartar a ideia de negar candidatura de Lula por liminar, diz Mônica Bergamo

Será a primeira vez na história que se definirá como, e se, um candidato a presidente preso participará de atos de campanha até que seu processo chegue ao fim

Integrantes do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ouvidos pela coluna de Mônica Bergamo afirmaram que o processo para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defenda a própria candidatura pode durar pelo menos 15 dias ou mais.

“Podem criar todo tipo de incidente. A criatividade dos advogados é infinita”, diz um dos magistrados.

A ideia de negar por liminar o registro começa a ser descartada mesmo por magistrados que já a defenderam.

Por conta disso, a tendência é que o TSE dê a Lula o prazo regulamentar para que ele defenda a própria candidatura presidencial, depois do pedido de registro, no dia 15 de agosto.

A conclusão a que a Corte chega é que o processo garantiria que a decisão final de impedimento da candidatura, como é mais provável— não seja contestada.

A discussão gira em torno do que Lula poderá fazer no período de discussão do registro. Será a primeira vez na história que se definirá como, e se, um candidato a presidente preso participará de atos de campanha até que seu processo chegue ao fim.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags