Fórumcast #19
19 de janeiro de 2018, 08h39

“Um mesmo sistema judicial reconhece que o apartamento é e não é de Lula. Hospício ou circo?”, diz Reinaldo Azevedo

O antipetismo e o antilulismo se tornaram uma profissão de vigaristas. E das mais rentáveis

O antipetismo e o antilulismo se tornaram uma profissão de vigaristas. E das mais rentáveis

Por Brasil 247

Embora siga criticando Lula, o colunista de direita Reinaldo Azevedo usou sua coluna desta sexta para chamar a atenção para o absurdo judicial em torno do julgamento do ex-presidente no caso do triplex da OAS.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

“Se a sentença de Moro for confirmada pelo TRF-4, o tribunal estará dizendo que Lula é o dono não declarado do tal tríplex de Guarujá, fruto de propina, mas, segundo o juiz, não oriunda da Petrobras, embora seja isso a constar da denúncia. Ocorre que a Justiça do Distrito Federal penhorou o imóvel como um bem da OAS. Vale dizer: um mesmo sistema judicial reconhece que o apartamento é e não é de Lula. Hospício ou circo?”, escreve.

Reinaldo chamou atenção ainda para o utilitarismo da oposição ao PT e ao ex-presidente Lula.

“A paúra da direita circense decorre do fato de que ela alimentou seus sectários com uma penca de estelionatos políticos, morais e existenciais. O antipetismo e o antilulismo se tornaram uma profissão de vigaristas. E das mais rentáveis. Se Lula vence a eleição, haverá uma horda em busca de emprego -em alguns casos, do primeiro emprego. A eventual vitória de um petista já lhes seria um desastre considerável”, completa.

Veja também:  Lula autoriza a candidatura de José Eduardo Cardozo à prefeitura de São Paulo

Foto: Apeoesp


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum