Fórumcast, o podcast da Fórum
05 de setembro de 2019, 14h43

Unimed diz que contratação de Dallagnol passou pelo “crivo de rigorosa estrutura de Compliance”

Empresa de planos de saúde, setor citado por delatores na Lava Jato, foi uma das que mais contratou palestras de Dallagnol

Deltan Dallagnol (Foto: Divulgação)

Em resposta aos artigos publicados por jornalistas da Folha de S.Paulo, comentando sobre as contratações e patrocínios descomunais da Unimed a palestras do procurador Deltan Dallagnol, com um ticket médio de R$ 32 mil, a empresa disse que a escolha pelo magistrado passou pelo crivo “de sua rigorosa estrutura de Compliance”.

“Todas as contratações foram efetuadas em conformidade com a legislação vigente, dentro dos mais estritos procedimentos de boa governança e passaram pelo crivo de sua rigorosa estrutura de Compliance”, disse em nota.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Com relação aos patrocínios, a Unimed alegou que todos seguem a “Diretriz Nacional do Sistema Unimed”, “estabelecida para eventos, com avaliação responsável e priorizando temas essenciais para as comunidades nas quais as Unimeds estão inseridas”, completou.

Uma das empresas que mais contratou o procurador do MPF foi a Unimed, de planos de saúde, setor citado por delatores na Lava Jato, mas poupado pelo Ministério Público. Com as empreiteiras em baixa nas eleições de 2014, os planos de saúde protagonizaram um grande crescimento no financiamento eleitoral, principalmente a partidos e candidatos de oposição ao PT. Segundo reportagem de André Barrocal, da Carta Capital, Delcídio Amaral (ex-senador), Nelson José de Mello (ex-diretor do laboratório Hypermarcas) e Flavio Calazans de Freitas (ex-dono do Hypermarcas) citaram empresas de planos de saúde em suas delações.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum