Eduardo Bolsonaro é anunciado como novo líder do PSL na Câmara

PSL conseguiu número de assinaturas suficiente para destituir o Delegado Waldir (PSL-GO) da liderança do partido e nomear o filho do presidente para assumir o posto, em meio à crise interna na legenda; grupo de Waldir reage

Em guerra de assinaturas, parlamentares do PSL anunciaram que o deputado Delegado Waldir (PSL-GO) não é mais o líder do partido na Câmara. Trata-se de mais um capítulo na queda de braço entre Jair Bolsonaro e a ala fiel a Luciano Bivar.

Na noite desta quarta-feira (16), a ala bolsonarista da sigla protocolou um requerimento com as 27 assinaturas necessárias para a troca do líder do PSL. Deputados do partido anunciaram em seguida que o novo líder será o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República e atual presidente da Comissão de Relações Exteriores, e que o atual líder, Delegado Waldir (PSL-GO), seria destituído.

Minutos depois, porém, o próprio Delegado Waldir apresentou outro documento com 32 assinaturas favoráveis à permanência dele na liderança. Somando, as duas listas resultam em 58 assinaturas, cinco a mais que o número de deputados da legenda.

A deputada Bia Kicis, contudo, informou que os parlamentares pró-Eduardo Bolsonaro protocolaram, pela segunda vez, uma outra lista com assinaturas e que o filho do presidente será, sim, o novo líder da legenda.

Os rumores estavam ganhando força durante o dia, com a informação de bastidores que Bolsonaro já tinha arrumado uma nova função para o filho Eduardo, aspirante a embaixador do Brasil nos EUA.

Delegado Waldir é aliado do presidente nacional da sigla, o deputado Luciano Bivar (PSL-CE).

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR