Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de março de 2019, 18h42

“Valentão de colégio” e “Acéfalo”: O dia que Renato Cinco calou Carlos Bolsonaro

Poderia ter sido hoje, mas foi em 2014: Renato Cinco (PSOL), no plenário da Câmara dos Vereadores do Rio, disparou contra o saudosismo da família Bolsonaro com relação à ditadura militar e ainda sugeriu que Carlos Bolsonaro teria atração por pessoas do mesmo sexo: "Freud explica". Assista

Reprodução

Diante da orientação recente de Jair Bolsonaro para que os militares comemorem o aniversário do golpe de 1964 que instituiu a ditadura no Brasil, voltou a circular nas redes, nesta terça-feira (26), um vídeo de 2014 que mostra o vereador Renato Cinco (PSOL) disparando contra o vereador Carlos Bolsonaro (PSC).

No plenário da Câmara municipal do Rio de Janeiro, Cinco denunciou o “discurso daquele machão troglodita”, em referência à Bolsonaro, citando o episódio em que o então deputado federal afirmou que não estupraria Maria do Rosário (PT-RS) porque ela “não merece”.

Enquanto Cinco condena a atitude de Bolsonaro, Carlos, o filho, tenta se aproximar do psolista, que dispara: “Não tem capacidade intelectual e quando é desafiado reage com truculência. Tipo o vereador Carlos Bolsonaro agora agindo igual um valentão de colégio na minha direção, para tentar me intimidar. Você vai fazer o quê? Veio admirar minha beleza? Se o senhor é contra a homossexualidade, veio admirar minha beleza por que? Freud tá com razão, Freud explica sua homofobia”.

O vereador do PSOL prossegue denunciando, ainda, o saudosismo da família Bolsonaro com relação à ditadura militar.

“Essa briga entre direita e esquerda no Brasil é uma briga, basicamente, entre quem estuda contra quem é troglodita, brucutu, que se comporta dessa maneira. Coisa de gente acéfala, que não consegue fazer debate político, que defende a ditadura militar. O que eu vou esperar de alguém assim?”.

Assista.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum