terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Vaza Jato: Nenhum dos procuradores entregou o celular para a perícia da Polícia Federal

Defensores da tese de que os vazamentos do The Intercept Brasil são fruto de ataque hacker, nenhum dos procuradores do MPF entregou o celular até o momento para perícia da Polícia Federal. Deltan Dallagnol, líder da força-tarefa da Lava Jato, está entre os que declinaram da solicitação.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Segundo Lauro Jardim, do O Globo, três semanas após terem sido iniciadas investigações pela Polícia Federal para saber como foram interceptadas as conversas entre membros do MPF e o ex-juiz Sérgio Moro, não houve iniciativa por parte de nenhum dos procuradores de disponibilizar o aparelho celular.

A força-tarefa da Lava Jato, em notas divulgadas, condenou um suposto ataque hacker em massa sofrido pelos integrantes, mas não permite apuração das denúncias.

O ex-juiz federal Sérgio Moro disponibilizou seu aparelho, mas afirmou que o aplicativo Telegram não estava mais baixado nesse celular. Nesta terça-feira (2), Moro foi confrontado pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) para que liberasse o sigilo do Telegram para uma verificação da autenticidade das mensagens, mas o atual ministro da Justiça não aceitou.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.