Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
23 de julho de 2019, 07h10

Barroso, do STF, sobre coquetel com Dallagnol e Moro: “Ninguém lá falou de Operação Lava Jato”

“Fiz uma pequena recepção em torno dela em minha casa, para a qual foram convidados alguns professores e expositores do seminário”, diz Barroso, afirmando que a recepção foi para a professora Susan Ackerman, da Universidade Yale

Barroso com Moro e Dallagnol (José Cruz/Agência Brasil)

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que o coquetel que ofereceu em sua casa em 2016 não era exclusivamente para o procurador Deltan Dallagnol e o então juiz Sergio Moro, da Lava Jato, e que no evento não se falou da força-tarefa.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Fiz uma pequena recepção em torno dela em minha casa, para a qual foram convidados alguns professores e expositores do seminário”, diz Barroso, afirmando que a recepção foi para a professora Susan Ackerman, da Universidade Yale, que visitava Brasília para um seminário no UniCeub sobre corrupção.

Segundo informações de Mônica Bergamo, na edição desta terça-feira (23) da Folha de S.Paulo, Barroso disse que o evento “era apenas algo privado e reservado aos participantes do seminário”, afirma Barroso. “Ninguém lá falou de Operação Lava Jato.”

Na terça-feira (16), o jornalista Reinaldo Azevedo divulgou conversas da Vaza Jato de agosto de 2016 em que Dallagnol e Moro falam sobre um convite de Barroso para um coquetel reservado, em honra aos convidados do evento “Democracia, Corrupção e Justiça: Diálogos para um País Melhor”, organizado pelo ministro da Suprema Corte.

Em uma das mensagens, Dallagnol repassa a Moro as orientações de Barroso sobre o encontro.

“Caros Deltan, Moro, Oscar, Caio Mário e Susan: Tereza e eu teremos o imenso prazer em recebê-los para um pequeno coquetel/jantar em nossa casa, no dia 9 de agosto próximo, 3ª feira, às 20:30, em honra dos participantes do evento “Democracia, Corrupção e Justiça: Diálogos para um País Melhor”. Será uma reunião em traje casual, com a presença limitada aos organizadores do evento, o que inclui membros da minha assessoria e poucos dirigentes do UniCEUB. Com máxima discrição. Na medida do possível, desejamos manter como um evento reservado e privado. Estamos muito felizes de tê-los aqui. Nosso endereço é [TRECHO OMITIDO POR ESTE ESCRIBA]. Nosso telefone é [TRECHO OMITIDO]. Deltan tem meu telefone e pode ligar em qualquer necessidade. Abraços a todos. Luís Roberto Barroso”, diz o e-mail do ministro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum