Fórumcast #20
16 de julho de 2019, 06h17

Com Moro, Dallagnol festeja por não ter sofrido punição de Conselhos do MP e da Justiça por palestras

Em novos diálogos divulgados nesta terça-feira (16) pela jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, Dallagnol ainda tenta convencer Moro a dar palestra na Federação das Indústrias do Ceará, dizendo que pagaram R$ 30 mil para ele e estadia no Beach Park para toda a família: "As crianças adoraram”

Deltan Dallagnol em palestra na FIEC (Divulgação)

Em novos diálogos com o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, divulgados nesta terça-feira (16) pela coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, o procurador Deltan Dallagnol comemora o fato de não ter sido punido pelas corregedorias da Justiça e do Ministério Público por ter cobrado por dar palestras.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Não sei se você viu, mas as duas corregedorias —[do] MPF [Ministério Público Federal] e [do] CNMP [Conselho Nacional do Ministério Público]— arquivaram os questionamentos sobre minhas palestras dizendo que são plenamente regulares”, disse.

A jornalista também divulgou um outro diálogo, em que Dallagnol confidencia a Moro sobre negociação para dar palestra sobre combate à corrupção na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), em julho de 2017.

“Eu pedi pra pagarem passagens pra mim e família e estadia no Beach Park. As crianças adoraram”, disse Dallagnol. “Além disso, eles pagaram um valor significativo, perto de uns 30k [R$ 30 mil]. Fica para você avaliar”, disse a Moro, sobre convite da Fiec para palestra do ex-juiz.

Veja também:  Dia virou noite: Com Bolsonaro, queimadas aumentaram 82%

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum