Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de agosto de 2019, 17h32

Com o El País, já são quatro os veículos que confirmam autenticidade da Vaza Jato

"Discutir esses limites e o papel das instituições de controle, como os conselhos da magistratura e do Ministério Público, é crucial para a sociedade", diz trecho do editorial do El País desta terça-feira; o jornal publicou nesta tarde sua primeira reportagem em cima de novos diálogos da Vaza Jato, se somando a outros três veículos que fizeram o mesmo

Foto: Arquivo

A parceria do jornal espanhol El País com o The Intercept Brasil na divulgação dos conteúdos da Vaza Jato, que produziu sua primeira reportagem nesta terça-feira (6), aumentou ainda mais validação da autenticidade das mensagens trocadas entre procuradores do MPF e o ex-juiz federal Sérgio Moro. O períodico se junta à Folha, à Veja e ao colunista Reinaldo Azevedo, da BandNews e do Uol, além do próprio The Intercept.

Em editorial publicado nesta terça-feira, o El País reafirma que “jornais têm muitas obrigações em uma sociedade democrática: responsabilidade, confiabilidade, equilíbrio e compromisso ante os cidadãos” e que “não está entre elas proteger os agentes públicos e os poderosos em geral de revelações embaraçosas”.

“À luz dos diálogos, o agora ministro da Justiça e o procurador Deltan Dallagnol se tornam protagonistas de uma trama que revela as zonas cinzentas do funcionamento do Judiciário, onde as linhas que separam o que é ilegal, imoral e legítimo sob os olhos da Justiça e da opinião pública se confundem. Discutir esses limites e o papel das instituições de controle, como os conselhos da magistratura e do Ministério Público, é crucial para a sociedade”, diz trecho do editorial.

Folha de São Paulo foi o primeiro veículo da imprensa tradicional a aderir ao Vaza Jato, publicando sua primeira reportagem em 23 de junho. Na ocasião, o jornal destacou que verificou e comprovou a veracidade do conteúdo. Posteriormente, a Folha ainda contratou uma perícia para verificar a autenticidade de aúdio de Dallagnol, que comprovou a autoria.

Além da imprensa, outras figuras já ajudaram a confirmar a veracidade das mensagens, que até hoje Sérgio Moro tenta negar. O apresentador Faustão e o ministro Roberto Barroso já deram declarações que indicam que o conteúdo é verdadeiro.

Desde a divulgação de mensagens envolvendo ataques aos ministros do STF, a Vaza Jato parece ter ganho mais destaque no tribunal e deixado de ser vista apenas como “insinuações” ao ter seu conteúdo validado pela Corte. Alexandre de Moraes, inclusive, solicitou o arquivo obtido com o suposto hacker de Araraquara para verificar as mensagens ali contidas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum