Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de agosto de 2019, 06h20

Em novo vazamento, Dallagnol propõe monumento arquitetônico à Lava Jato e Moro diz que é “soberba”

Dallagnol chegou a detalhar a escultura para "marketing" da Lava Jato: "Algo como dois pilares derrubados e um de pé, que deveriam sustentar uma base do país que está inclinada, derrubada. O pilar de pé simbolizando as instituições da justiça. Os dois derrubados simbolizando sistema político e sistema de justiça..."

Dallagnol e Sergio Moro (Foto: Divulgação)

Um monumento retratando a soberba. Assim definiu o então juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, ao ser indagado por Deltan Dallagnol sobre o projeto de “marketing” idealizado pelo procurador para a construção de um monumento arquitetônico em Curitiba que simbolizasse a Lava Jato e a atuação dos procuradores em propostas como as “10 Medidas contra a corrupção”.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

O projeto de Dallagnol consta nas conversas da Vaza Jato divulgadas nesta quarta-feira (21) pela Folha de S.Paulo, em parceria com o site The Intercept. Nelas, Dallagnol conta sobre sua proposta aos colegas.

“A minha primeira ideia é esta: Algo como dois pilares derrubados e um de pé, que deveriam sustentar uma base do país que está inclinada, derrubada. O pilar de pé simbolizando as instituições da justiça. Os dois derrubados simbolizando sistema político e sistema de justiça…”

Levada à Moro, o ex-juiz pediu um tempo para pensar. E mesmo com Dallagnol citando o apoio da procuradora-chefe no Paraná, Paula Conti Thá – “A Paula mesmo adorou e se empolgou” -, o atual ministro de Jair Bolsonaro à época considerou um pouco demais.

“Melhor deixar para depois. Em tempos de crise, o gasto seria questionado e poderia a iniciativa toda soar como soberba”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum