Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de outubro de 2019, 12h08

Glenn comenta entrevista de Gilmar Mendes no Roda Viva: “Levantou pontos cruciais sobre abusos da Lava Jato”

Via Twitter, editor do The Intercept destacou que ministro do STF abordou como “MPF, LJ e PF cometem crimes sistematicamente com vazamentos criminosos: muitos para a Globo/Jornal Nacional, que lucram com os frutos dos crimes dessas autoridades”

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, postou uma longa sequência de tuites para destacar a entrevista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, no programa Roda Viva, exibido nesta segunda-feira (7), na TV Cultura.

O jornalista destaca vários pontos da entrevista. Seguem os tuites de Glenn:

No Roda Viva ontem, Gilmar Mendes – independente do que você pensa dele – levantou pontos cruciais sobre os abusos da LJ, corrupção no Ministério Público, o papel da mídia (Globo) e como o Vaza Jato expôs fatos vitais que mudaram o debate. Vale a pena ouvir os trechos chaves.

Aqui Gilmar explica o princípio do jornalismo que certos jornalistas ainda não entendem: tem que separar a forma que o material foi obtido por uma fonte do conteúdo, que jornalistas têm que relatar e os tribunais analisar, sobretudo quando mostra corrupção como Vaza Jato faz.

Talvez este seja o ponto mais importante que Gilmar enfatizou: MPF, PF e LJ estão se afogando em corrupção e crime, especificamente vazamentos ilegais e seletivos de investigações sigilos para destruir reputações, que nunca são investigadas. Quem reside acima da lei são eles.

Mais sobre como o MPF, a LJ e a PF cometem crimes sistematicamente com vazamentos criminosos: muitos para a Globo/Jornal Nacional, que lucram com os frutos dos crimes dessas autoridades. E esses vazamentos criminosos – ao contrário dos “hackers” – nunca são investigados.

Aqui Gilmar explica o papel tóxico e destrutivo da grande mídia em se recusar a ser minimamente crítico da LJ – ao contrário, atuando como parceiro de forma inapropriada e criando “falsos heróis”, algo que os jornalistas honestos (na Folha e Veja por exemplo) agora reconhecem.

Aqui Gilmar explica como a LJ e MPF estavam atacando, de maneira corrupta e criminal, outras instituições, incluindo o uso de vazamentos criminosos, com a mídia como parceira, que nunca foram investigadas. Por que não?

Aqui Gilmar discute como a Vaza Jato provavelmente será usada pelo STF para corrigir condenações abusivas e corruptas da LJ e como evidências ilícitas não podem ser usadas para condenar os cidadãos, mas podem ser usadas para absolve-los. Tb: porque Moro é culpado e “tortura”.

Além da LJ, Gilmar discute aqui os abusos do MPF e do sistema criminal brasileiro em geral: como um grande número de brasileiros é preso sem julgamento, criando “totalitarismo penal”: o Brasil como o país que mais aprisiona.

“Não se combate crime cometendo crime. Se não ouvisse The Intercept, provavelmente daqui a pouco, nós teríamos pessoas vendendo operações – fazendo coisas que estão fazendo, como, por exemplo, forçando as pessoas a comprarem palestras. Isso não é republicano”.

Aqui Gilmar discute as mudanças radicais e importantes que vêm acontecendo na mídia (exceto Globo e Jornal Nacional) dado as revelações da Vaza Jato: vários jornalistas estão entendendo que eles falharam em sua função de reprimir os abusos de Lj e Moro.

Neste trecho, Gilmar alerta para os perigos da “prisão provisória” e como delações premiadas estão sendo abusados sistematicamente por Moro e pela LJ.

Aqui Gilmar lista algumas das revelações mais importantes de Vaza Jato, que comprovam a corrupção e Moro e LJ, e porque corromperam todo o processo judicial e LJ, incluindo – mas não apenas – o caso de Lula. Mas muitas partes da mídia atuaram como seus leais assessores.

Para aqueles que perguntam: sim, exatamente por causa desses abusos, temos muito mais Vaza Jato para relatar, incluindo – mas não apenas – como 2 veículos da mídia em particular renunciaram seu papel de jornalistas e atuaram como parceiros de Moro e LJ.

Finalmente, eu gostaria de elogiar a alta qualidade do Roda Viva – em sua melhor forma em muito tempo graças ao excelente trabalho da Daniela Lima (e eu digo isso apesar das críticas ocasionais que tenho feito!). Ela é justa com todos e garante uma discussão substantiva.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum