Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de julho de 2019, 17h27

Glenn rebate Moro e prova passo a passo a autenticidade das reportagens da Vaza Jato

“Lembre-se que no dia em que publicamos, nem Moro nem LJ negaram a autenticidade do material. Eles apenas negaram impropriedades. Foi só mais tarde que eles inventaram essa tática”, tuitou o editor do The Intercept Brasil

Foto: Arquivo

O jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil, postou uma sequência de tuítes, nesta quarta-feira (14), para rebater as acusações do ex-juiz Sérgio Moro. O atual ministro da Justiça continua colocando em dúvida a autenticidade das reportagens da Vaza Jato.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Vejam abaixo a sequência de Glenn:

1)Sérgio Moro – sendo Sergio Moro – está tentando cinicamente explorar essas prisões para lançar dúvidas sobre a autenticidade do material jornalístico. Mas a evidência que refuta sua tática é muito grande para que isso funcione para qualquer pessoa. Vamos revisá-la.

2)Primeiro, lembre-se que no dia em que publicamos, nem Moro nem LJ negaram a autenticidade do material. Eles apenas negaram impropriedades. Foi só mais tarde que eles inventaram essa tática, quando perceberam que seus aliados estavam abandonando-os. Como a Folha reportou.

3)Depois, a Folha trabalhou “lado a lado” com a nossa equipe e verificou a autenticidade do arquivo – inclusive comparando os chats dos seus repórteres com os promotores com o original. Como qualquer hacker poderia forjar isso? Obviamente, isso seria impossível.

4)Depois da investigação da Folha, Veja fez a mesma coisa e concluiu a mesma coisa: o material é autêntico e contém coisas que um hacker nunca conseguiria forjar, inclusive conversas com seus próprios repórteres. Autêntico “palavra por palavra”.

5)Depois que Veja e Folha provaram de forma independente a autenticidade, um procurador do MPF disse ao Correio que recuperou as conversas de seu telefone, comparou-as com o que publicamos e descobriu que elas eram completamente verdadeiras. Como um hacker poderia forjar isso?


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum