Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2019, 10h16

Jornalista da Época comprova que Lula relutou em assumir Casa Civil: “Soaria como uma admissão de culpa”

Segundo Carol Pires, a apuração fez parte de uma reportagem escrita para a revista da família Marinho na época que não chegou a ser publicada, pois as informações já haviam sido publicadas por outros veículos

Lula e Dilma na abertura do 6º Congresso do Partido dos Trabalhadores em Brasília (Foto: Arquivo/ Lula Marques / AGPT)

A jornalista Carol Pires, da Revista Época, publicou uma sequência de tuítes neste domingo (8) que comprova a versão divulgada em reportagem da Vaza Jato pela Folha de S.Paulo, em parceria com o site The Intercept, de que o ex-presidente Lula relutou em assumir, em 2016, o Ministério da Casa Civil no governo Dilma Rousseff (PT). Diferentemente do divulgado pela Lava Jato na ocasião, com o vazamento do grampo ilegal, o ex-presidente dizia que entrar para o governo seria admitir a culpa pelas acusações que vinha sofrendo.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Edinho Silva e Aloizio Mercadante decidiram viajar juntos numa sexta-feira a São Paulo numa operação para convencer Lula a aceitar um ministério e, dessa forma, ganhar foro privilegiado caso tivesse a prisão decretada. Lula, o entanto, se recusava. A vantagem de ganhar foro privilegiado, disse, soaria como uma admissão de culpa”, tuitou a jornalista.

Segundo Carol Pires, a apuração fez parte de uma reportagem escrita para a revista da família Marinho na época que não chegou a ser publicada, pois as informações já haviam sido publicadas por outros veículos.

Acompanhe a sequência publicada pela jornalista


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum