O que o brasileiro pensa?
14 de agosto de 2019, 18h43

Livraria oferece um ano de livros de Direito grátis para Moro e Deltan terem “contato com as leis”

Em meio ao Vaza Jato, a Livraria Da Vinci decidiu oferecer livros para o procurador e o ministro da Justiça conhecerem as leis brasileiras e o pensamento jurídico universal

Reprodução/Instagram

O mercado editorial anda agitado nesta quarta-feira (14). Depois de um livro em branco sobre as razões para acreditar em Bolsonaro bombar na Amazon, foi a vez da livraria Leonardo da Vinci, localizada no Centro do Rio de Janeiro, oferecer uma promoção especial para o procurador Deltan Dallagnol e o ex-juiz federal Sérgio Moro. A Da Vinci alega que os dois precisam ter mais contato com a legislação brasileira, em meio ao caos gerado pela Vaza Jato.

O anúncio do “prêmio” foi feito pelo Instagram da livraria, que afirmou mirar o futuro com a decisão, feita “livre de estéreis paixões” e “sem ressentimentos ou divisionismos”. “Acreditamos que esse primeiro contato com as leis brasileiras e o pensamento jurídico universal fará bem a suas excelências e ao país”, diz o comunicado publicado pela livraria independente que funciona desde 1952.

A premiação acontece pouco mais de dois meses de reportagens da Vaza Jato, que mostraram que Dallagnol e Moro formavam, ilegalmente, uma dupla que praticava o lawfare (guerra jurídica) contra figuras políticas, como o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Nas mensagens repercutidas nacionalmente, o coordenador da Lava Jato e o atual ministro da Justiça ainda aparecem organizando palestras em nome da Lava Jato visando lucro, conversando com banqueiros e protegendo aliados.

O comunicado faz apenas uma ressalva: o bônus só poderá ser usufruído presencialmente. “Ministro e procurador, esperamos vocês”, finaliza a publicação.

https://www.instagram.com/p/B1JooE7JHYp/

No dia 10 de junho, logo após a primeira reportagem do The Intercept Brasil, a livraria chegou a publicar um “diálogo” de Moro e Dallagnol sobre o lançamento do livro “Sobre Lutas e Lágrimas”, de Mário Magalhães, em que o procurador tentaria impedir o evento.

View this post on Instagram

VAZOU!!! Delta: Caro, favor não passar pra frente: hoje é o lançamento daquele livro cheio de mentiras sobre o mítico 2018 na Da Vinci. Podemos impedir? Morro: Qual!? Não conheço, só leio biografias. Delta: Mas é uma biografia! Sobre lutas e lágrimas, do autor do Marighella. Aliás, temos que impedir a estreia do filme também. Morro: Ah, bem lembrado… Muitos inimigos e que transcendem a nossa capacidade nesse momento. Tô meio pra baixo, vou pra casa rever O mecanismo com a minha conge. Delta: 😢🍿❤️😢 Morro: Cara, ficou linda sua foto de super homem no Face. Delta: Estão me difamando! A fantasia é de príncipe! Morro: Tenho convicção que é de super homem. Enfim. Favor manter essa mensagem reservada. #livrarialeonardodavinci #livrariaindependente #sobrelutaselagrimas #mariomagalhaes

A post shared by Livraria Leonardo da Vinci (@livrarialeonardodavinci) on


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum