Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de julho de 2019, 08h57

Miguel Reale Júnior dispara contra Moro: “Há um interesse do juiz em favor da acusação”

Um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, o jurista, que antes dizia que era preciso aguardar investigações, mudou o discurso após novas revelações da Vaza Jato: "O que espanta é essa proximidade. Conspirando contra a defesa"

Foto: Antonio Cruz/ABr

Um dos autores do pedido de impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, o jurista Miguel Reale Júnior disparou contra o ministro da Justiça, Sérgio Moro, em declaração concedida à coluna “Painel”, da Folha de S. Paulo, neste sábado (6).

A princípio cauteloso, dizendo que era preciso aguardar investigações, Reale mudou o discurso após novas conversas entre Moro e procuradores da Lava Jato virem à tona. “Se vê efetivamente um pendor do juiz na orientação da acusação”, afirmou.

De acordo com o jurista, os diálogos que vêm sendo divulgados pelo The Intercept Brasil e por veículos parceiros, como a Folha e a Veja, indicam que “há interesse do juiz em favor da acusação”.

“O que espanta é essa proximidade. Conspirando contra a defesa. Presumia-se que a 13ª Vara fosse um juízo rigoroso, mas não comprometido”, disparou Reale.

Ministro do Supremo também reage às conversas 

Na sexta-feira (5), em entrevista à Rede Brasil Atual, outro jurista, desta vez um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), também teceu críticas a Moro por conta de sua conduta considerada parcial na condução da Lava Jato.

Marco Aurélio Mello chegou a afirmar que não indicaria Moro para uma vaga no STF e ainda disparou: “Imagina se ele tivesse mantido esses diálogos com o advogado de um dos envolvidos. O que se diria? Ele estaria excomungado, execrado”.

Antes disso, em junho, o mesmo ministro disse que os diálogos do ex-juiz revelados pela “Vaza Jato” colocam em xeque equidistância da Justiça.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum