Fórumcast #19
13 de agosto de 2019, 08h33

Moro: Vaza Jato é “sensacionalismo” para anular prisão e impedir investigações sobre Lula

Moro disse ainda que não vê motivos para se afastar do Ministério da Justiça em meio às diversas ilegalidades expostas pela Vaza Jato durante o período em que atuou como juiz

Sergio Moro (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil)

Em entrevista a Ricardo Brito e Anthony Boadle, da agência de notícias Reuters, divulgada na noite desta segunda-feira, o ministro da Justiça, Sergio Moro, disse que as reportagens com diálogos entre eles e procuradores da Lava Jato divulgadas pelo site The Intercept, em parceria com outros veículos, faz “sensacionalismo exacerbado” para anular a prisão e impedir novas investigações, em especial contra o ex-presidente Lula, condenado por ele, quando era o juiz frente ao casos da força-tarefa.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“O que existe ali é um sensacionalismo exacerbado com o objetivo ali de anular condenações criminais”, disse e emendou. “Diria em geral anulação de condenações criminais e obstaculizar novas investigações e o do ex-presidente (Lula) é um caso mais em foco”.

Moro disse ainda que não vê motivos para se afastar do Ministério da Justiça em meio às diversas ilegalidades expostas pela Vaza Jato durante o período em que atuou como juiz.

“Não vejo nenhuma questão em relação a isso (pedir afastamento temporário do cargo), esse caso pertence ao meu passado. A Polícia Federal está investigando um hackeamento criminoso com absoluta independência e autonomia”, afirmou.

Veja também:  Moro e Bolsonaro permitem que FBI cace suposto membro da Al-Qaeda no Brasil

Para ele, a ação dos hackers presos pela Polícia Federal se deu “para obtenção de ganhos financeiros”, sem conexão política. “Minha avaliação pessoal, vai depender das provas, pelo perfil dos envolvidos, sugere que seria um crime praticado para obtenção de ganhos financeiros, tem um perfil aparentemente de estelionatários e não militantes políticos. Agora quem vai dar essas respostas é a investigação”, afirmou.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum