Fórumcast, o podcast da Fórum
08 de setembro de 2019, 07h23

Novos diálogos revelam conluio entre Moro, procuradores e PF para vazar grampo ilegal entre Lula e Dilma

Oito minutos após áudio vazar, Carlos Fernando Santos Lima comemora no grupo de Telegram: "Tá na GloboNews". Deltan Dallagnol, então, responde: "Ótimo dia rs"

Lula e Dilma (Foto: Ricardo Stuckert)

Novos diálogos da Vaza Jato, divulgados neste domingo (8) pela Folha de S.Paulo, em parceria com o site The Intercept, revelam o conluio entre o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, procuradores da Lava Jato e investigadores da Polícia Federal para vazamento do grampo ilegal da conversa entre os ex-presidentes Lula e Dilma, quando o petista aceitou ser ministro da Casa Civil da então presidenta, em 16 de março de 2016.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

As conversas entre procuradores, investigadores e o delegado da Polícia Federal, Luciano Flores – que desencadeou a condução coercitiva do ex-presidente e foi nomeado por Moro como superintendente da PF no Paraná – revelam que as escutas das conversas de Lula eram acompanhadas em tempo real e repassadas imediatamente em grupos de Telegram.

O agente da PF responsável continuou ouvindo as conversas e relatando aos procuradores mesmo após o pedido de suspensão das escutas, às 11h12 do dia 16, data em que Lula aceitou o convite de Dilma para compor o governo. Dessa forma, ele comunicou imediatamente a conversa de Lula e Dilma, ocorrida às 13h32, repassando aos procuradores.

“Senhores: Dilma ligou para LILS avisando que enviou uma pessoa para entregar em mãos o termo de posse de LILS. Ela diz para ele ficar com esse termo de posse e só usar em “caso de necessidade”, alertou o agente identificado como Prado, às 13h44.

O delegado Luciano Flores, então, determina, que o agente “transcreva literalmente tudo sem comentários” e volta rapidamente para a Superintendência da PF para subir a transcrição no sistema eletrônico de acompanhamento processual, o E-proc, junto com outros 44 arquivos de áudios anexados com um relatório no dia anterior, a qual Moro teve acesso.

Moro levantou sigilo dos autos às 16h19 e às 18h32 jornalistas da GloboNews leram ao vivo a transcrição da conversa de 1min35s entre Lula e Dilma, pinçada em meio a horas de gravação obtidas pelos investigadores.

Às 18h40, o procurador Carlos Fernando Santos Lima comemora no grupo de Telegram: “Tá na GloboNews”. Deltan Dallagnol, então, responde: “Ótimo dia rs”. E complementa em seguida: “Caros, vamos descer a lenha até terça (NR.: data prevista para a posse de Lula).


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum