sábado, 19 set 2020
Publicidade

OAB encaminha ofício ao Coaf para questionar investigação contra Glenn

Preocupado com o risco de violação dos direitos à liberdade de expressão, o Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) encaminhou, nesta sexta-feira (5), ofício ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão que está sob o comando do ministro da Justiça, Sérgio Moro, alvo da Vaza Jato.

O objetivo é questionar a solicitação de investigação das movimentações financeiras do jornalista Glenn Greenwald, editor do The Intercept Brasil, em uma clara forma de pressionar e intimidar o profissional. A condução estaria a cargo da Polícia Federal.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

O site vem divulgando o escândalo da Vaza Jato, com conversas comprometedoras entre o ex-juiz Moro e procuradores da Lava Jato.

O ofício foi assinado por Felipe Santa Cruz, presidente nacional da OAB. Ele menciona o risco de violação dos direitos à liberdade de expressão e de imprensa. “Ambos garantidos na Constituição e imprescindíveis ao Estado Democrático de Direito”, diz trecho do documento.

Foto: Reprodução

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.