Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de julho de 2019, 20h02

Parlamentares do PT entram com ação de notícia-crime contra procuradores da Lava Jato

Conversas entre os integrantes da Operação Lava Jato foram reveladas pelo site The Intercept Brasil, nas quais Dallagnol e Pozzebom planejam usar o prestígio junto à população para lucrarem financeiramente

Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP

Deputados e senadores do Partido dos Trabalhadores entraram com uma ação de notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra os procuradores do Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon. Conversas entre os integrantes da Operação Lava Jato foram reveladas pelo site The Intercept Brasil, nas quais os dois planejam usar o prestígio junto à população para lucrarem financeiramente.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Nas mensagens, Pozzobon e Dallagnol dizem que querem abrir uma empresa de palestras e eventos, mas que ficaria no nome das esposas para que não houvesse nenhum problema com a justiça. Dallagnol também pediu dinheiro para o então juiz Sérgio Moro para financiar um comercial de televisão sobre as dez medidas contra a corrupção.

Os parlamentares também entraram com ações no Conselho Nacional de Justiça, pedindo investigação sobre uso de recursos da 13ª Vara Federal para financiamento do vídeo e uma segunda no Conselho Nacional do Ministério Público. Nesta última, é pedida a adoção de medidas para identificar os financiadores do filme “A Lei é para Todos”, incluindo investigação sobre o uso de recursos da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Veja também:  Bolsonaro bloqueia R$ 669 milhões para pagamento de reforma do Museu Nacional

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum