segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Toffoli quer que Moro e Polícia Federal digam se há investigação contra Glenn

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), solicitou informações a Sérgio Moro, ministro da Justiça, e à Polícia Federal (PF), sobre se o jornalista Glenn Greenwald está sendo investigado.

Toffoli despachou em ação apresentada pela Rede Sustentabilidade, com o objetivo de suspender procedimentos que possam ter sido abertos contra o editor do site The Intercept Brasil. Toffoli deu prazo de cinco dias para que Moro e PF respondam.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

The Intercept Brasil divulgou inúmeras trocas de mensagens comprometedoras do ex-juiz Moro e procuradores da força-tarefa da Lava jato, especialmente Deltan Dallagnol.

A PF, subordinada a Moro, teria pedido ao Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf) um relatório das atividades financeiras de Glenn. Até agora, ninguém confirmou ou desmentiu.

O relator da ação da Rede é o ministro Gilmar Mendes. No entanto, o STF está de recesso em julho. Dessa forma, cabe ao presidente da Corte decidir o que for mais urgente.

Depois de receber as explicações devidas, Toffoli quer que a Advocacia-Geral da União (AGU) e a Procuradora-Geral da República (PGR) se manifestem sobre o caso em três dias.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.