Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de setembro de 2019, 07h17

Vaza Jato: Em abril, procuradores já viam Moro “enfraquecido” no governo e temiam Augusto Aras na PGR

Nos diálogos, ocorridos em abril, Deltan Dallagnol afirma que teria conversado com o ministro da Justiça, Sergio Moro, que confirmou que estaria apoiando o procurador Vladimir Aras, que concorria à lista tríplice e é primo de Augusto Aras

Augusto Aras (Foto: Roberto Jayme/TSE)

Diálogos da Vaza Jato divulgados neste sábado (7) pela jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo, revelam que que procuradores da Lava Jato temiam a indicação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Nos diálogos, ocorridos em abril, Deltan Dallagnol afirma que teria conversado com o ministro da Justiça, Sergio Moro, que confirmou que estaria apoiando o procurador Vladimir Aras, que concorria à lista tríplice e é primo de Augusto Aras. “Falei c Moro que confirmou que Aras é o candidato dele…. calma! O outro Aras rs”, brincou Dallagnol no grupo de procuradores.

A declaração é rebatida pela procuradora Laura Tessler, que já via um Moro desgastado diante do governo Jair Bolsonaro. “E sabe se a opinião do Moro ainda tá valendo algo no governo? Tô achando ele bem enfraquecido ultimamente…isso me assusta bastante”, responde ela.

Orlando Martello tenta amenizar, dizendo que Moro não estaria desprestigiado no governo. “Tá não. Isso [é] o q querem fazer transparecer. É a pessoa q mais conhecem no Brasil inteiro e o q tem melhor avaliação (SIC)”.

Entrevista
O próprio Vladimir Aras teceu críticas ao primo, criticando uma entrevista que Augusto deu à Folha de S.Paulo com forte tom ideológico conservador, aproximando seu discurso ao de Bolsonaro, com críticas ao julgamento do STF que criminalizou a homofobia, chamando de inaceitável a “ideologia de gênero” — expressão não reconhecida pela academia — e defendendo o pacote anticrime de Moro.

“A entrevista entrou para a história institucional como uma das mais deploráveis já dadas por um membro do MPF [Ministério Público Federal]”, disse Vladimir Aras.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum