Fórumcast #20
12 de agosto de 2019, 18h39

Vaza Jato: Moro orientou Lava Jato a não apreender celular de Eduardo Cunha

"Conversamos aqui e entendemos que não é caso de pedir os celulares, pelos riscos, com base em suas ponderações", escreveu o coordenador da Lava Jato após Moro discordar da apreensão do aparelho de Eduardo Cunha um dia antes da prisão do ex-parlamentar

Sergio Moro e Eduardo Cunha (Montagem)

Em diálogos divulgados pelo BuzzFeed News, em parceria com o The Intercept Brasil, nesta segunda-feira (12), o ex-juiz federal Sérgio Moro aparece orientando o procurador Deltan Dallagnol a não solicitar a apreensão do aparelho celular do ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB-RJ) um dia antes da prisão do ex-parlamentar.

“Queríamos falar sobre apreensão dos celulares. Consideramos importante. Teríamos que pedir hoje”, escreveu Dallagnol. Moro respondeu que “não é uma boa” e, três horas depois o procurador respondeu dizendo que o Ministério Público havia mudado de ideia. “Cnversamos [Conversamos] aqui e entendemos que não é caso de pedir os celulares, pelos riscos, com base em suas ponderações”, escreveu o coordenador da Lava Jato.

Conforme indicam as mensagens, os dois tiveram uma reunião curta de cerca de 10 minutos para tratar sobre o assunto. As ponderações de Moro foram levadas a outros procuradores que prontamente acataram a ordem do então juiz. Como destaca o BuzzFeed News, o pedido “destoa do padrão da Lava Jato”. “Saíram dos celulares de executivos de empreiteiras, por exemplo, muitas anotações e mensagens que embasaram investigações”, aponta a reportagem.

Veja também:  "Os tempos são duros, mas já foram piores", diz Juca Kfouri após demissão da ESPN

Mensagens relevadas anteriormente mostram que Sérgio Moro também barrou a tentativa do Ministério Público de negociar uma delação premiada de Eduardo Cunha, que até hoje não aconteceu. Em mensagem enviada a Dallagnol em julho de 2017, ele questionou Dallagnol sobre rumores de delação e disse esperar que o MPF não procedesse com acordo. “Agradeço se me manter informado. Sou contra, como sabe”, afirmou.

Mensagens trocadas no dia 18 de outubro de 2016:

11:45:25 Deltan: Um assunto mais urgente é sobre a prisão

11:45:45 Deltan: Falaremos disso amanhã tarde

11:46:44 Deltan: Mas amanhã não é a prisão?

11:46:51 Deltan: Creio que PF está programando

11:46:59 Deltan: Queríamos falar sobre apreensão dos celulares

11:47:03 [Moro]: Parece que sim.

11:47:07 Deltan: Consideramos importante

11:47:13 Deltan: Teríamos que pedir hoje

11:47:15 [Moro:] Acho que não é uma boa

11:47:27 Deltan: Mas gostaríamos de explicar razões

11:47:56 Deltan: Há alguns outros assuntos, mas este é o mais urgente

11:48:02 [Moro]: bem eu fico aqui até 1230, depois volto às 1400.

11:48:49 Deltan: Ok. Tentarei ir antes de 12.30, mas confirmo em seguida de consigo sair até 12h para chegar até 12.15

12:05:02 Deltan: Indo

14:16:39 Deltan: Cnversamos [Conversamos] aqui e entendemos que não é caso de pedir os celulares, pelos riscos, com base em suas ponderações

14:21:29 [Moro]: Ok tb


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum