Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de agosto de 2019, 07h39

Vaza Jato: “O safado só queria passear”, disse procurador sobre pedido de Lula para ir a enterro de irmão

Lula e o irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, (Foto: Ricardo Stuckert)

Novos diálogos de procuradores da Lava Jato revelados pelo site The Intercept em parceria com o Uol, nesta terça-feira (27), mostram os integrantes da força-tarefa tentando evitar que o ex-presidente Lula fosse ao enterro de seu irmão Vavá, em janeiro de 2019, embora parte dos procuradores no grupo tenha defendido o direito de Lula ir se despedir do irmão. “O safado só queria ir passear”, disse o procurador Januario Paludo, se referindo ao pedido do ex-presidente de comparecer ao sepultamento.

Leia também: Vaza Jato: Estão eliminando as testemunhas, disse procurador quando soube de morte de Marisa

Athayde Ribeiro Costa destacou a repercussão internacional negativa que a proibição traria. “Mas se nao for, vai ser uma gritaria. e um prato cheio para o caso da ONU [Organização das Nações Unidas]”, escreveu. O procurador Orlando Martello afirmou achar “uma temeridade ele sair. Não é um preso comum. Vai acontecer o q aconteceu na prisão” e concluiu: “A militância vai abraçá-lo e não o deixaram voltar. Se houver insistência em trazê-lo de volta , vai dar ruim!!” O procurador Diogo Castor ponderou que “todos presos em regime fechado tem este direito”.

Em seguida, Januário Paludo encaminhou aos colegas uma manifestação que seria entregue à juíza responsável por avaliar o pedido de liberação. Trata-se de um parecer da força-tarefa da Lava Jato pelo indeferimento da saída solicitada pela defesa de Lula. Ao ler o texto, Athayde Ribeiro Costa ponderou: “Simplesmente indefirir estamos agindo como pilatos e deixando a juiza em situaca difícil”. Minutos depois, os procuradores têm acesso a parecer da Polícia Federal que disse não ter condições de atender ao pedido de Lula.

Antônio Carlos Welter escreveu que concordava com a PF, mas que acreditava que Lula tinha o direito de ir ao enterro do irmão. “Eu acho que ele tem direito a ir. Mas não tem como.” Januário Paludo respondeu: “O safado só queria passear e o Welter com pena”. E, por fim, Laura Tessler emendou: “O foco tá em Brumadinho…logo passa…muito mimimi”.

ato

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags