Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de setembro de 2019, 19h31

Vaza Jato: Procuradores redigiram ocultamente pedido de impeachment de Gilmar Mendes

Thamea Danelon, cotada para integrar equipe do novo PGR, Augusto Aras, e Deltan Dallagnol atuaram auxiliando advogado conservador que queria apresentar impeachment de Gilmar Mendes

Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Em novas revelações da Vaza Jato trazidas pelo colunista Reinaldo Azevedo, da rádio BandNews, a procuradora Thamea Danelon, cotada pelo futuro PGR Augusto Aras, conta a Deltan Dallagnol que foi procurada pelo advogado Modesto Carvalhosa para redigir pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

“O Professor Carvalhosa [Modesto Carvalhosa, advogado] vai arguir o impeachment de Gilmar. Ele pediu para eu minutar para ele”, disse Danelon em conversa com Dallagnol, que respondeu: “Sensacional Tamis! Manda ver”.

Como destaca Reinaldo Azevedo, a atitude esperada de Dallagnol, como responsável pela operação Lava Jato, seria a de exonerar a procuradora por cometer um ato ilícito, não a de estimular o “suporte”. A atuação seria ilegal porque a procuradora da República, funcionária da União, “passa, na prática e por baixo dos panos, a atuar a serviço de um advogado”, segundo Azevedo.

De acordo com o jornalista, o comentário foi feito por Thamea com certo espanto, utilizando-se de emojis de “susto”, mas Dallagnol tratou de tranquilizá-la e dar o caminho das pedras. “Fala com o pessoal do RJ QUE TEM tudo documentado quanto à atuação do sócio da esposa”, disse ele. Deltan ainda sugere que pode revisar o pedido, mostrando certa desconfiança na atuação da procuradora, cogitada pelo novo PGR, Augusto Aras, para coordenar a Lava Jato nacionalmente durante seu mandato.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir
13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!
13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!
14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

Deltan Dallagnol já admitiu ter atuado com o objetivo de promover impeachment de Gilmar Mendes, buscando, irregularmente, provas na Suíça. Em conversas, o procurador já chegou a taxar Gilmar como “brocha institucional” após o ministro criticar as 10 medidas contra a corrupção, defendidas pelo coordenador da Lava Jato.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum