Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de setembro de 2019, 10h45

Vazamentos da Lava Jato são utilidade pública e “não importa de onde a informação veio”, diz Snowden

"Toda publicação de conversa privada causa algum desconforto, mas acho que ministros, políticos, procuradores e juízes devem estar sujeitos a desconfortos desse tipo", disse o ex-agente da Agência de Segurança Nacional dos EUA

Foto: Reprodução

Em uma videoconferência na qual participou direto de Moscou, onde mora há quase seis anos, o ex-agente da NSA (sigla em inglês da Agência de Segurança Nacional, vinculada à CIA), Edward Snowden, defendeu as reportagens da Vaza Jato e disse que informações das mensagens vazadas são de interesse público. Portanto, “não importa de onde a informação veio”.

“Toda publicação de conversa privada causa algum desconforto, mas acho que ministros, políticos, procuradores e juízes devem estar sujeitos a desconfortos desse tipo”, comentou Snowden. “Não importa de onde a informação veio. Se ela é de interesse público e verdadeira, que seja divulgada”, continuou.

Em seguida, os repórteres da revista Veja, Fernando Molica e Maria Clara Vieira, responsáveis pela entrevista, comparam o episódio da Vaza Jato com o fato de Snowden ter sido incriminado de traição nos Estados Unidos por ter revelado segredos de Estado. “Ao entrar na NSA, jurei apoiar e defender não o governo, nem a agência, mas a Constituição americana contra qualquer inimigo”, disse o ex-agente, acrescentando que tais segredos que jurou proteger violavam claramente a Constituição que ele “devia respeitar”.

Snowden foi o responsável por trazer a público, com o apoio do jornalista americano Glenn Greenwald, hoje no The Intercept Brasil, documentos ultrassecretos que deixavam clara a vigilância americana a cidadãos comuns, escândalo que fez alterar leis mundo afora.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum