Veja desmente Wajngarten e mostra áudio onde ele diz que houve “incompetência” do Ministério da Saúde

O ex-secretário disse na CPI que frase teria sido uma invenção para “vender a tiragem, trazer audiência, para chamar a atenção”

Fabio Wajngarten, ex-secretário de Comunicação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), mentiu ao garantir à senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) que, na entrevista que concedeu à Veja, nunca disse que houve incompetência do Ministério da Saúde no processo de aquisição de vacinas.

O ex-secretário foi ainda mais longe e disse que a manchete de capa da edição 2735 (“Houve incompetência”) foi publicada apenas para “vender a tiragem, trazer audiência, para chamar a atenção”– em outras palavras, teria sido uma invenção.

A Veja divulgou o áudio da entrevista que fez com Fábio Wajngarten. Nele, o ex-secretário afirma com todas as letras: “Incompetência, incompetência”, repetiu, e, na sequência, ainda explicou por quê. Ouça abaixo:

Mais cedo, o senador e relator da CPI do Genocídio, Renan Calheiros (MDB-AL), ameaçou de prisão Wajngarten, durante depoimento, nesta quarta-feira (12), se ele tiver mentido.

Renan sugeriu requisitar o áudio da revista Veja para verificar “se o secretário mentiu ou não mentiu”. “Se ele não mentiu, a revista Veja vai ter que pedir desculpas a ele. Se ele mentiu, ele terá desprestigiado e mentido ao Congresso Nacional, o que é um péssimo exemplo”, disse Renan. “Queria dizer que vou cobrar a revista Veja. Se ele não mentiu, que ela se retrate a ele. E se ele mentiu à revista Veja e a esta comissão, eu vou requerer à vossa excelência na forma da legislação processual a prisão do depoente”, afirmou.

Notícias relacionadas

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR