sábado, 19 set 2020
Publicidade

Vélez atendeu pedido de Bolsonaro em carta para escolas filmarem alunos cantando hino

Coluna Painel, de Daniela Lima na edição desta quarta-feira (27) da Folha de S.Paulo, informa que partiu de Jair Bolsonaro (PSL) a ideia de enviar uma carta pedindo às escolas para filmarem os alunos cantando o hino, com o slogan da campanha ao final.

O ministro da Educação, Ricardo Vélez-Rodriguez teria apenas operacionalizado a recomendação de Bolsonaro para a exaltação de “símbolos pátrios”, mas a cúpula do MEC reconhece que o ministro exagerou na dose.

Leia também: Autorização para filmar crianças estava “implícita” em carta, afirma Vélez-Rodríguez

Em reação à carta, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) lançou uma campanha na internet para alunos e professores registrarem problemas nos colégios, como banheiros destruídos e salas sem ventilador. Além disso, os docentes também foram estimulados a fotografarem seus contracheques.

“Vamos mostrar os verdadeiros problemas na sala de aula, que é a goteira no teto da nossa sala, que é a sala de aula sem professor, porque não pagam salário, que é a quadra e a biblioteca fechadas porque não têm manutenção, que é o chão rachado da nossa escola, que é a nossa escola sem merenda”, declara Pedro Gorki, presidente da Ubes, na página da entidade no Facebook.

Imagens e vídeos ligados ao movimento estão sendo postados na internet com a hashtag #MinhaEscolaDeVerdade. A Ubes recomenda que as gravações sejam encaminhadas por e-mail ao Ministério da Educação.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.