Fórumcast #20
10 de janeiro de 2019, 07h52

Veléz-Rodriguez culpa ministro de Temer por alterar edital de livros, que rebate: “responsabilidade do novo governo”

Após repercussão, mudanças no edital de livros didáticos - que permitiam inclusive que as obras não tivessem referência bibliográfica - foram anuladas.

Divulgação/MEC

Após voltar atrás e anular as mudanças no edital de livros didáticos – que permitiam inclusive que as obras não tivessem referência bibliográfica -, o ministro da Educação, Ricardo Vélez-Rodriguez foi às redes sociais nesta quarta-feira (9) e culpou a “gestão anterior do MEC” pelos “erros detectados no documento”.

“O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, decidiu tornar sem efeito o 5º Aviso de Retificação do edital do PNLD 2020, publicado no dia 2 de janeiro, tendo em vista os erros que foram detectados no documento cuja produção foi realizada pela gestão anterior do MEC”, diz o tuíte publicado em sua conta pessoal.

Fórum terá um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Rossieli Soares Silva, que ocupou a pasta durante o fim da gestão Michel Temer (MDB), no entanto disse que “nunca discutiu essas questões”.

Veja também:  “Tenho poder de veto ou vou ser um presidente banana?”, diz Bolsonaro

“Nossa gestão nunca discutiu essas questões. Na verdade, em retificações anteriores deixamos mais claras questões como relacionadas às mulheres. Todos os atos a partir do dia 1º de janeiro são de responsabilidade do novo governo”, disse, em reportagem de Paulo Saldaña, na Folha de S.Paulo.

Segunda a coluna Painel, da jornalista Daniela Lima, na edição desta quinta-feira (10) da Folha de S.Paulo, os documentos mostram que o texto que saiu do MEC no dia 28 de dezembro não continha tais alterações. A mudança ocorreu depois que a peça foi enviada, já no FNDE.

Em nota, mesmo após o resultado da apuração preliminar, a assessoria do MEC atribuiu a autoria do documento à gestão de Michel Temer.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum