Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de fevereiro de 2020, 23h05

Vera Magalhães: “sou filha de juiz, a gente sabe a matéria de que é feito, de onde viemos e para onde vamos”

Jornalista, que teve dados pessoais divulgados e uma conta fake criada em seu nome, deixou claro, em seu perfil do Twitter, que não vai recuar ou se intimidar

Reprodução/YouTube

Depois de divulgar em seu twitter que o presidente estava chamando pessoas via Whatsapp para a manifestação de 15 de março usando um vídeo onde aparece como mártir do povo brasileiro, a jornalista Vera Magalhães passou a ser atacada por asseclas e seguidores do “mito”, sofrer ameaças e até ter seus dados pessoais divulgados, além de um perfil fake no Whatsapp criado com seu nome.

A Abraji publicou uma nota.

“Segundo reportagem publicada no Estado de S. Paulo, foi criada uma conta falsa no Whatsapp em nome de Vera Magalhães, e mensagens fraudadas foram distribuídas em outras redes sociais. Também houve compartilhamento de uma cobrança de 2015 do colégio onde estudam os filhos da jornalista, colocando em risco a integridade física de sua família, além de expor assuntos de foro privado. A Abraji considera a exposição de dados pessoais uma forma de ameaça a jornalistas e um constrangimento à liberdade de imprensa.”, diz o texto.

Vera, neste momento difícil e de exposição, não se intimidou e publicou em seu perfil do Twitter, repleto de agradecimentos a quem está apoiando a apresentadora. “Sou filha de juiz (…), a gente sabe a matéria de que é feito, de onde viemos e para onde vamos”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum