Sem verbas prometidas por Bolsonaro, Santas Casas e hospitais filantrópicos não encerram ano

Presidente prometeu há quatro meses liberar R$ 2 bilhões para os hospitais através de MP e até agora nada

A promessa do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) de editar uma medida provisória para liberar R$ 2 bilhões para Santas Casas e hospitais filantrópicos vai completar quatro meses na próxima semana sem ser cumprida.

O anúncio da liberação da verba foi feita em maio por Bolsonaro em reunião com a Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB). A promessa foi confirmada pelo líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, na saída do encontro.

Representantes das Santas Casas dizem que sem o recurso não vão conseguir pagar as contas de 2021.

Mirocles Véras, presidente da CMB, vai na mesma linha e afirma: “não vamos conseguir encerrar este exercício de 2021 se não garantirmos estes recursos aos hospitais.”

Sem o recurso, a preocupação do setor aumenta com a proximidade de arcar com o 13º salário dos funcionários e com a pressão dos fornecedores.

As entidades continuam se reunindo e trocando ofícios com os ministérios da Saúde e da Economia. Alegam que a rede filantrópica tem 1,8 mil hospitais e sofre com defasagem no reajuste dos procedimentos da tabela do SUS.

Com informações da coluna de Lauro Jardim

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR