domingo, 27 set 2020
Publicidade

Vice-líder de Bolsonaro entrega cargo após xingar Alexandre de Moraes de “lixo” e “tirano”

O pastor evangélico, deputado federal e um dos vice-líderes do governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) na Câmara, Otoni de Paula (PSC-RJ), entregou seu cargo de vice-líder nesta quarta-feira (8) após repercussão de vídeo em que xinga o ministro Alexandre de Moraes.

“Entreguei meu cargo hoje à tarde porque não quero que minha fala seja reproduzida como sendo do Planalto. Foi minha opinião pessoal e é exclusivamente de minha responsabilidade”, afirmou o deputado. A informação é da revista Época.

Otoni de Paula é investigado no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o financiamento de atos golpistas, relatado por Alexandre de Moraes. Em vídeo publicado pelo deputado na segunda-feira (6), o parlamentar ataca Moraes e o chama de “canalha”.

“Por isso é chamado de cabeça de ovo, porque respeito, Alexandre de Moraes, não se impõe, se conquista. Você é um lixo, você é o esgoto do STF, a latrina da sociedade brasileira”, afirma ele em vídeo.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.