Vídeo: Alexandre Frota agradece Rodrigo Maia por filiação ao PSDB e ambos choram

"Não tenho vergonha das lágrimas que estão descendo aqui do meu rosto, eu devo muito a você", disse Frota a Rodrigo Maia, que se emociona com as palavras do ex-ator

Em coletiva de imprensa, o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), recém chegado no ninho tucano, atribuiu ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), a ida ao PSDB. Frota disse que se surpreendeu com Maia e os dois se emocionaram. A aproximação dos dois foi o estopim da crise de Frota com o presidente Jair Bolsonaro e o PSL.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

“Queria falar que eu me surpreendi demais contigo, e quero que você saiba que eu devo minha chegada no PSDB a você, Rodrigo Maia. Quero te agradecer de coração, eu precisava te falar isso, na frente dessas pessoas. Não tenho vergonha das lágrimas que estão descendo aqui do meu rosto, eu devo muito a você. Sou muito agradecido a todo vocês aqui, mas, meu irmão, muito obrigado”, declarou Frota em coletiva com Rodrigo Maia, o governador João Dória e outros membros do PSDB.

Frota foi expulso do PSL após elogiar o papel que Rodrigo Maia cumpriu na aprovação da reforma da Previdência e direcionar críticas ao presidente Jair Bolsonaro. Apesar de chegar ao PSDB após grande esforço de Dória, a origem do desquite com o partido do governo está na aproximação com o presidente da Câmara. Pelas redes sociais, inclusive, eram comuns elogios e endossos de Frota a Rodrigo Maia.

Esta também não é a primeira vez que Maia se emociona com gestos políticos. O congressista chorou ao entregar a Reforma da Previdência ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

 

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR