VÍDEO: Após queda nas ações da Petrobras, Guedes ignora elogio de Bolsonaro em cerimônia no Planalto

Presidente disse que petrolífera já recuperou 10% das ações perdidas com a substituição de Castello Branco e afagou o ministro da Economia, que sequer reagiu aos aplausos dos presentes; assista

O ministro da Economia, Paulo Guedes, não escondeu sua insatisfação com a atitude do presidente Jair Bolsonaro de anunciar a substituição de Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna na presidência da Petrobras.

Com a troca, motivada pela política de preços da petrolífera, que está atrelada ao mercado internacional e fez o preço dos combustíveis subirem sucessivamente este ano, as ações da Petrobras despencaram, fazendo a empresa, nesta segunda-feira (22), registrar 2ª maior perda de valor de mercado em um dia.

Nesta terça-feira (23), em cerimônia com prefeitos no Palácio do Planalto, Bolsonaro tentou afagar Guedes, que fez sua primeira aparição pública após o anúncio da troca de comando da Petrobras e a queda das ações da empresa.

Leia também – Petrobras: as opiniões no meio econômico, político e sindical sobre a mudança na presidência

Em seu discurso, Bolsonaro afirmou que a Petrobras “já recuperou 10%” das perdas e que Paulo Guedes “foi uma das pessoas mais importantes dessa luta”. A plateia, então começou a a aplaudir, mas é possível ver que o ministro da Economia não se empolgou, ignorando o presidente e e a reação dos presentes.

Assista.

Tombo

Maior companhia do Brasil, a Petrobras sofreu nesta segunda-feira (22) a segunda maior perda de valor de mercado em um único dia nas negociações da Bolsa desde o Plano Real. A queda foi de R$ 74,2 bilhões. E acontece depois da intervenção de Jair Bolsonaro (sem partido) na empresa. Na última sexta-feira (19), ele anunciou que o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, seria substituído pelo general da reserva Joaquim Silva e Luna, que era diretor-geral da Itaipu.

As ações preferenciais da companhia, que são as mais negociadas, desabaram 21,51%. As ordinárias, com direito a voto, caíram 19,96%.

A estimativa de R$ 74,2 bilhões foi elaborada pela XP Investimentos. Desde sexta-feira, a estatal já acumula quase R$ 100 milhões de perda de valor de mercado com a desvalorização de seus papeis na Bolsa brasileira.

A troca no comando da estatal foi anunciada depois de Bolsonaro criticar o aumento sucessivo nos combustíveis, em política comandada pela Petrobras. O titular do Planalto estava incomodado com a pressão popular por causa dessas altas. Neste ano, já foram anunciados quatro aumentos, o último na quinta-feira (18).

Em conversas com apoiadores no último sábado (20), ele chegou a dizer que acreditava que havia uma tentativa de derrubá-lo com os aumentos de combustíveis feitos na Petrobras e no setor de energia em geral.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR