terça-feira, 27 out 2020
Publicidade

Vídeo: Bolsonaro já disse ter “quase união estável” com vice-líder flagrado com dinheiro na cueca

Comentário foi feito quando ambos eram deputados. Em outro trecho, Chico Rodrigues diz que presidente está "retomando a moralidade" no país

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o presidente Jair Bolsonaro trocando elogios com seu vice-líder no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi alvo de uma operação da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (14) em que teria sido encontrado com dinheiro vivo escondido na cueca. Na gravação, Bolsonaro diz ter “quase união estável” com o senador.

O vídeo é do tempo em que ambos eram deputados na Câmara. “É quase uma união estável, hein Chico”, afirmou Bolsonaro sobre os “20 anos de amizade” com o parlamentar. Em seguida, o atual senador do DEM faz diversos elogios ao presidente, dizendo que ele está contribuindo com a “retomada da moralidade”.

“Você está absorvendo todo esse sentimento do brasileiro de retomada da moralidade, de práticas republicanas, para que possamos dar exemplo à juventude”, diz Rodrigues.

Em outro vídeo, que também voltou a circular nas redes após a operação da PF, Bolsonaro presta uma homenagem ao seu vice-líder no Senado. A homenagem foi feita no dia 25 de agosto, Dia do Soldado.

“Pediria que as pessoas que vou citar fiquem de pé. Prezado Chico Rodrigues, aluno de colégio militar”, disse Bolsonaro à época em uma cerimônia no Palácio do Planalto. O senador, por sua vez, comemorou a citação e postou o vídeo em seu Twitter. “Uma homenagem do presidente @jairbolsonaro pelo Dia do Soldado”, escreveu.

Após a notícia de que Chico Rodrigues teria escondido dinheiro nas nádegas, internautas subiram a hashtag #PropinaNaBunda, que atingiu o topo da lista dos assuntos mais comentados do Twitter.

Entenda

A Polícia Federal deflagrou em Boa Vista (RR), na manhã desta quarta-feira (14), a operação Desvid 19, que apura um esquema de desvio de recursos públicos, oriundos de emendas parlamentares, destinados ao combate da pandemia do coronavírus.

Um dos alvos da operação foi o vice-líder do governo Bolsonaro no Senado, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR). Os policiais estiveram na casa do parlamentar e, segundo a revista Crusoé, os detalhes são escatológicos.

De acordo com a revista, foram encontrados na casa do senador cerca de R$ 30 mil em dinheiro vivo, e boa parte desse valor estaria escondido na cueca de Rodrigues. Ao averiguarem as cédulas nas partes íntimas do senador, os agentes teriam se dado conta de que ele também estaria escondendo dinheiro entre as nádegas. A publicação diz ainda que algumas notas estariam, inclusive, sujas de fezes.

Mais tarde, o jornal O Globo informou que confirmou junto à Polícia Federal que Rodrigues, de fato, escondia dinheiro no ânus.

A investigação da PF apura que os valores desviados de recursos de combate à Covid-19 no estado somam aproximadamente R$ 20 milhões em emendas parlamentares. A Controladoria-Geral da União (CGU) também atua na apuração.

Em nota divulgada mais cedo, antes da informação de que a PF teria encontrado dinheiro entre suas nádegas, o vice-líder do governo Bolsonaro no Senado informou que não tem qualquer envolvimento com atos ilegais. “A Polícia Federal cumpriu sua parte em fazer buscas em uma investigação na qual meu nome foi citado. No entanto, tive meu lar invadido por apenas ter feito meu trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate à Covid-19 na saúde do estado”, escreveu o senador.

Luisa Fragão
Luisa Fragão
Jornalista.